terça-feira, 3 de agosto de 2010

Falando de pessoas que vivem de uma imagem

Existem aparências que são levadas muito a sério. Entre as pessoas comuns também existem aquelas que vivem de aparência. É o caso daquela pessoa que mora nos cafundós do judas que quer ter tudo em casa melhor que o dos vizinhos. Só que esse caso é mais fácil de ver que é uma pessoa que vive da aparência. Mas tem casos de pessoas que parece quase uma blasfêmia alguém imaginar com dor de barriga. É dessas que eu vou falar.

A pessoa que vive da imagem é a pessoa realizada demais, vivida demais, grande demais. A pessoa bem resolvida demais pra ser uma medíocre como tantas outras que vive da imagem.

A pessoa que vive da imagem não se mostra como é, ela tenta parecer o que os outros gostariam de ser. A pessoa que vive da imagem não tem o que quer, ela tem o que os outros gostariam de ter. A pessoa que vive da imagem não faz o que gosta de fazer, ela faz coisas que os outros gostariam de fazer. A pessoa que vive da imagem não tem realizações, ela faz coisas que fazem os outros pensarem que ela é poderosa. A pessoa que vive da imagem se alimenta de como as outras pessoas pensam que ela é feliz por ter o que elas não têm ou por fazer o que elas não podem fazer. Quem tem uma caneta Mont Blanc ou uma Ferrari pode muito bem ser um zé mané que se esconde atrás do pensamento que um trabalhador tem de como o outro é mais realizado e melhor que ele.

Quando a pessoa vive da imagem, ela pode até fazer loucuras ou burrices pra preservar essa imagem. Quantos agüentam coisas horríveis no trabalho pra manter o carro importado? E algumas pessoas fazem coisas que não podem contar pra criar essa imagem. É a ninfeta que comprou a tese de mestrado. É a socióloga que fez o segundo grau pagando pelos trabalhos. É a distinta que se fez quando casada com o ex-marido (exemplo: Marta Suplicy) ou depois de engravidar de um otário famoso (exemplo: Luciana Gimenez). Depois do sucesso, o caminho pra ele é passado. Principalmente porque como um emprego facilita pra arrumar outro, um contato rico facilita pra arrumar outro, a mentira da imagem com o tempo vai ficando cada vez mais com cara de verdade.

Às vezes uma pessoa famosa ou destacada está na casa de um ou dois milhões de reais querendo tomar veneno ou comer o doce que não pode porque é diabética e você pensando que gostaria de estar no lugar dela. Se lembra do Michael Jackson? Será que ele não gostaria de trocar de lugar com um dos meus filhos pra ter um pai e uma mãe melhores?

E muitas pessoas que parecem realizadas têm uma inveja e um ódio de algumas pessoas que parecem muito abaixo delas que uma pessoa comum não consegue entender. Por exemplo, a especialista com doutorado no exterior que discrimina a colega de trabalho que tem um casamento aberto, porque é uma toupeira moralista e covarde. Ou a chefe que é namorada do sobrinho do patrão que não gosta do subordinado que sabe mais do trabalho do que ela. E nesses casos às vezes a pessoa usa a própria imagem pra esconder o quanto a outra a incomoda. Gente, quem tem inteligência, autenticidade, coragem de viver ou falta de frescura em relação ao sexo sabe como isso incomoda a multidão.

A maioria das pessoas não questiona o mundo das aparências porque vive de aparências ou espera poder viver de aparências, porque não tem competência pra fazer sucesso na vida nem tem conteúdo pra merecer admiração. Por isso o luxo é tão valorizado e a grandeza é até ridicularizada. O povão prefere uma mulher destacada pela boa bunda a uma que tem inteligência. O povão prefere uma pseudo-intelectual a uma mulher que não se incomoda de trepar com dois ou três.

Existem as pessoas que conseguem sucesso por competência e merecimento, mas muitas pessoas constroem uma imagem exterior delas mesmas pra não serem vistas como são, pra compensar alguma frustração ou pelo prazer dos outros pensarem delas mais do que elas são realmente. Mas essas pessoas são as boazonas, são as bem resolvidas. Quem tenta enxergar a pessoa de carne e osso por trás da imagem ajeitada no Photoshop é fracassado. Qualquer hora vai aparecer alguém quebrando o pau nesse texto.

Imaculada Virgínia Pereira Souto

Paraíso Concreto – Sistema Paraíso Concreto

Grupo Paraíso Concreto:

http://groups.google.com/group/paraiso-concreto

http://www.grupos.com.br/group/semsenhores

semsenhores@grupos.com.br

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei do post. ;-)

Desde 2010 que ninguém comentou... não á duvidas, a sociedade vive de aparência e tenta ignorar seja o que for para não manchar a sua imagem.